(sem nome) Memorias


(sem nome)

Autor: Vanessa Ramos

Quando acordei, chorei
Chorei a dor da perda, chorei a dor de sentir dor.
Quando dormi, chorei
Chorei a infelicidade do abandono, chorei a certeza da solidão.

Se eu pudesse jamais acordaria do meu sono de incertezas,
Pois chorar deixou de ser uma opção e agora faz parte de uma enxurrada no meu coração.
Se eu pudesse jamais acordaria
Para não sofrer desilusão, não passar por provação e nunca mais sentir que está no fim a minha transformação.

A minha vida não está escrita nas estrelas, pois elas são poucas para contar que minha vida toda foi feita de doação e nunca recebi qualquer aprovação.
Uma vida de transformação, de agrados e muita solidão.
Pois como um livro de capa dura e muitas páginas, meu destino é permanecer sendo a ultima opção.

A vida real só me trás pesadelos
De abandonos a falsas acusações me perdi no labirinto da dor
Nunca mais quero acordar,
Nos meus sonhos posso ser feliz, a dor não é sentida de fato e os finais sempre são felizes.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trilhando em 2017